Insanidade

Me perdi no tempo,
no hoje,
no amanhã que não veio.
Não sei o que é normal,
não sei o que é anormal.
Valores perdidos,
Fanatismo, mistura, guerra, destruição.
Não sei o que faz sentido
ou que não faz sentido algum,
Pois o que era certo ontem
hoje já não é mais.
Me perdi no tempo,
no espaço,
no escuro da noite.
Na minha loucura tudo se mistura,
o certo virou errado
errado virou certo.
Caminho sobre a corda bamba
entre sanidade e insanidade
E me pergunto,
que mundo é esse que vivemos hoje?
quem sou eu?
quem é você?
Se há uma resposta,
não consigo encontrar.
Tudo isto me faz pensar se eu estou a imaginar
Se a minha mente zombeteira está a pregar uma peça.
Medo, dúvidas, tristeza roubam meu sono e não me deixam descansar
Sem encontrar respontas seguindo vou…
Me perdi no tempo,
no hoje
no amanhã que não veio.
Marcia Weber Martins

Advertisements